A Afya Educacional oferece cursos de graduação em oito estados do país por meio de seis Centros Universitários e nove Faculdades. O grupo é a maior rede de faculdades de Medicina do país, com 1.866 vagas autorizadas pelo MEC. Em 20 anos de operação, as unidades que hoje compõem a Afya já formaram cerca de 10 mil médicos.

O portfólio de graduação da Afya Educacional tem 30 cursos. Além da Medicina, destaque para as graduações nas áreas de Gestão, Odontologia, Direito, Engenharias, Enfermagem, Psicologia, Ciências Contábeis, entre outras. Na Região Sul, a Afya está presente no Paraná, na cidade de Pato Branco; no Sudeste, em Minas Gerais, em quatro cidades; e no Rio de Janeiro, em quatro; no Nordeste, no estado da Bahia, em duas cidades; no Piauí, também em duas cidades; e na Região Norte, no Tocantins, em três cidades; no Pará, em uma; e em Rondônia, em duas cidades.

Em 2019, a empresa venceu sete editais do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, sendo cinco em caráter definitivo. Com isso, a Afya vai chegar em breve aos estados do Amazonas, Pará, Maranhão e Acre com novas unidades de Medicina. As primeiras operações serão abertas em Santa Inês (MA) e Cruzeiro do Sul (AC). As outras faculdades de Medicina serão em Itacoatiara e Manacapuru (AM) e Cametá (PA). Conheça a operação de graduação da Afya.

Conheça a nossa operação presencial:

Em Minas Gerais, são cinco instituições de ensino, sendo 1 Centro Universitário e 4 Faculdades. No Tocantins, a Afya Educacional conta com 3 unidades de graduação, sendo 1 Centro Universitário e 2 Faculdades. Em Rondônia, a Afya está presente através de 2 Centros Universitários. No Piauí são 2 unidades de graduação, sendo 1 Centro Universitário e 1 Faculdade. Na Bahia são 2 faculdades, assim como no Pará. No Paraná temos um Centro Universitário, assim como no Rio de Janeiro. E na Paraíba, Maranhão e no Acre temos uma faculdade de Medicina.

FACIMPA, Marabá (PA)

A FACIMPA, Faculdade de Medicina de Marabá (PA), começa a operar em 2019, com o seu primeiro vestibular e início das aulas em setembro. A instituição marca a chegada da Afya Educacional ao estado do Pará oferece 120 vagas anuais para o curso de Medicina. A FACIMPA, como todas as unidades de graduação da Afya Educacional, oferece um modelo de ensino baseado em metodologias ativas, em que o aluno é tratado como médico desde o primeiro dia de aula. Utilizamos processos inovadores e tecnologia de ponta. Nossos professores são extremamente qualificados e disponibilizam conteúdos atualizados com as tendências de mercado.

Nossa Metodologia

Somos baseados em tecnologia e estamos criando uma educação médica disruptiva, mas conectada com o presente e voltada para a aprendizagem em todas as fases da carreira: oferecemos cursos de graduação, preparatórios para residência médica, pós-graduação além de cursos de aperfeiçoamento por toda a vida.

Nossos campi foram adaptados para que os estudantes sejam os protagonistas e o centro do processo de aprendizagem. E os conteúdos são organizados em semana-padrão e desenvolvidos de forma centralizada com os nossos melhores especialistas.

Durante a graduação, nossos cursos trazem métodos ativos durante todos os semestres. Basicamente investimos para que o estudante seja o protagonista do próprio aprendizado, para que aprenda a pesquisar e siga adquirindo conhecimento por toda a vida.

As salas de aula se transformaram em espaços de aprendizagem que privilegiam o diálogo, o debate e a construção coletiva do conhecimento. E grande parte da carga-horária ocorre em laboratórios práticos, para vivência e aprofundamento dos conteúdos. O que segue ocorrendo, ainda, nos mais de 50 clínicas e hospitais aos quais estamos ligados. Nossos futuros médicos interagem com pacientes e casos clínicos reais desde o começo do curso. E isso, acreditamos, nos ajuda a formar uma geração de médicos com conhecimento mais aplicado.

Ao longo de suas jornadas, as duas empresas que agora formam a Afya ajudaram mais de 10 mil médicos.

Outro diferencial da nossa metodologia é nosso sistema de avaliação, que captura a performance dos estudantes em diferentes momentos a cada semana e, assim, permite que acompanhemos com profundidade o desenvolvimento de cada um – e, estrategicamente, ajustemos as rotas de aprendizagem nas semanas seguintes.

Na fase final da graduação, módulos online complementam os estudos durante os dois anos de internato.